A arte de dois continentes - Histórias Afro-Atlânticas - Revista Esquinas
REVISTA DIGITAL LABORATÓRIO
DA FACULDADE CÁSPER LIBERO

A arte de dois continentes – Histórias Afro-Atlânticas

Por Pedro Garcia : julho 4, 2018

Mostra conjunta traz luz sobre a relação e a produção cultural entre os continentes africano e americano

No dia 28 de junho, começou a exposição “Histórias Afro-atlânticas”. Sua curadoria e realização é uma parceria inédita entre duas instituições culturais paulistanas: o Museu de Arte de São Paulo (Masp) e o Instituto Tomie Ohtake. O intuito é contar, por meio da arte, a história dos fluxos atlânticos entre África e América com todas as suas implicações, do século XVI aos dias atuais. Nas duas exposições, temos a forte presença de obras de artistas negros.

As mais de 400 obras estão dividas em oito núcleos. Dois estão no Tomie Ohtake, enquanto os outros seis, no Masp. São 210 artistas expostos, de diferentes nacionalidades, trajetórias e vertentes artísticas. A exposição durará até o dia 21 de outubro nas duas mostras. Confira um pouco mais sobre o trabalho de alguns deles no infográfico a seguir.