Autoritarismo ontem e hoje: jornalismo com perspectiva histórica - Revista Esquinas

Autoritarismo ontem e hoje: jornalismo com perspectiva histórica

Por Profa. Dra. Joana Salém Vasconcelos : fevereiro 7, 2022

Artistas protestam contra a Ditadura Militar, 1968.

Articulando passado e presente, alunos de Jornalismo produzem reportagens sobre os resquícios do autoritarismo militar na sociedade brasileira contemporânea

No 2º semestre de 2021, os estudantes do 3º ano de Jornalismo da Faculdade Cásper Líbero desenvolveram um trabalho de investigação mobilizados pelo tema O que permanece da ditadura? Capitalismo periférico e sociedade autoritária, ontem e hoje, dentro da disciplina de História do Brasil Contemporâneo, sob minha condução. O resultado desse trabalho foram 28 episódios de podcast, 4 vídeo-reportagens e 2 reportagens escritas com recortes temáticos específicos, que relacionavam a ditadura civil-militar brasileira com as tiranias e resistências da atualidade.

O objetivo era produzir jornalismo com perspectiva histórica, identificando os ecos e vínculos entre passado e presente. Afinal, o jornalismo comprometido com a história das lutas democráticas brasileiras nunca foi tão necessário. É um clichê, mas é verdade: compreender o passado nos permite desenvolver uma percepção mais apurada dos problemas, contradições e batalhas que vivemos hoje como sociedade.

Como parte da criação jornalística, passamos quase dois meses estudando a ditadura civil-militar (1964-1988), tendo como método a investigação dos 3 volumes do Relatório Final da Comissão Nacional da Verdade. Em grupos de até sete pessoas, os estudantes começaram escolhendo recortes temáticos mais específicos entre 16 possibilidades: “Golpismo, autoritarismo e empresariado”; “Militarismo, latifundismo e grilagem”; “Desmatamento, modernização e territórios indígenas”; “Mundo do trabalho, salários e lutas sindicais”; “Doutrina de Segurança Nacional e guerra ao inimigo interno”; “Religião, esquerdas e direitas”; “Conglomerados midiáticos, censura e imprensa alternativa”; “Crimes de Estado: assassinatos, desaparecimentos e tortura”; “Exílios e perseguição política”; “Cultura, arte e resistência”; “Movimento estudantil, engajamento e educação”; “Corrupção, obscurantismo e notícias falsas”; “Esporte, futebol e política”; “Negritude e suas lutas”; “Feminismo e suas lutas” e “Comunidade LGTBQI+ e suas lutas”.

A partir da escolha do recorte, os grupos debateram linhas de investigação, personagens, histórias e opções narrativas para produção de um episódio de podcast ou vídeo-reportagem que relacionasse o passado e o presente do autoritarismo e/ou das resistências. Os recortes mais populares foram sobre Cultura e Arte, Crimes de Estado, Futebol, Movimento Estudantil, Negritude e Feminismo.

Munidos dos seus temas específicos, os grupos foram desafiados a criar métodos de imersão nos Relatórios da CNV: às vezes precisavam ler capítulos completos, às vezes buscar palavras-chave que os levassem às diversas situações de repressão e personagens espalhados no documento. Isso serviu para encontrarem o ponto focal da sua reportagem no passado. Também foram orientados a entrevistar ao menos uma pessoa, que pudesse oferecer a experiência vivida (ontem ou hoje) e/ou uma pesquisa acadêmica relacionada às escolhas do grupo. E claro, a vincular esse acontecimento passado com um ou mais questões sensíveis do nosso presente.

Depois de várias sessões de conversa e orientação, no fim de novembro os trabalhos ficaram prontos. Logo que comecei a escutar/ver, percebi que seria um desperdício não os divulgar… O material precisava circular, tanto entre os próprios alunos, como para um público mais amplo. Estavam simplesmente excelentes! O professor Rodrigo Ratier, editor da ESQUINAS, portal que tem a vocação de difundir as melhores produções jornalísticas dos alunos da Cásper, logo se prontificou a acolher os trabalhos.

A seguir, vocês vão se emocionar, surpreender e aprender com os podcasts, vídeos e textos dos alunos do 3º ano de jornalismo de 2021. É um cardápio instigante de histórias, que revelam as armadilhas do esquecimento histórico no Brasil e a necessidade de investigar os fatos do presente com olhos atentos aos fatos do passado.

Da minha parte, agradeço de coração a todos os alunos que se dedicaram com seriedade à essa última tarefa do ano: foi um desfecho brilhante, depois de enfrentamos tantos desafios inimagináveis juntos. Obrigada!

Autoritarismos ontem e hoje

Oficina da Reexistência: ontem e hoje

Por Ana Elisa Abddala, Angela Caritá, Bruna Sales, Caio Mello, Giulia Gianolla, Pedro Zanatta, Tiago Tortella

Autoritarismo no cinema brasileiro: ontem e hoje

Por Cintia Miyuki, Íris Chadi, Luísa Cerne, Vitor Buratini

Voz: Conglomerados midiáticos, censura e imprensa alternativa

Por Pietra Bastos, Rebeca Cimino, Beatriz Cabral, Lígia Grillo, Bárbara Vilar Teissere

Ditadura, Crimes de Estado e violência de gênero: ontem e hoje

Por Pedro Cantelli, Helena Figueroa, Julia Palmieri e Julia Sassettoli

Resistir é materno: A conexão histórica entre Zuzu Angel e a luta do Mães de Maio

Por Ana Carolina I. Vartuli, Nathália Lopes, Lilian Brito e Pedro Paulo Queiroz de Camargo Furlan

Resistência camponesa na ditadura e hoje: o poder autoritário dos latifúndios

Por Lethicia Lioi, Amanda Oestreich, Marina Sakai, Manuella Mansani e Giovanna Reis, Gabriela Girardi

Música como forma de protesto

Por Juliana Florido, Daniella Meira, Mariana Frediani e Thaína Fraga

Futebol e política em tempos de autoritarismo

Por Owen Huang, Leonardo Amaral, Pedro Costa, Vinicius Tadeu e Gabriel Passeri

Papel do empresariado no triunfo golpista

Por Arthur Guimarães, Bruno Marquesini, Bruno Galvão, Bernardo Porfírio, Pedro de Souza, Vinicius Alves, Vitor Bianconi, Caio Barcellos

Cale-se! Opressão e resistência musical durante o período da ditadura militar

Por Gustavo Caetano, Isabella Gomes, Maria Antônia Anacleto, Maria Luiza Reghini e Nicoly Bastos

Movimento Mobile: Combate à censura hoje

Por Beatriz Moraes, Fatime Ghandour, Karen Oliveira e Mariana Nakajuni

PolitGol: Futebol e política na ditadura

Por Gustavo Koga, Maurício Herschander, Pedro Oliveira e Rodrigo Matuck

Juventude no cárcere: violência do Estado contra crianças e jovens na Ditadura e hoje

Por Arthur Motta, Fernanda Almeida, Isabel Mello, Leonardo Godoy e Lívia Marques

A MULHER PERSEGUIDA – IMAGENS DO HORROR TAMBÉM PODEM SEDUZIR

Por Bruno Mezzomo, Giulia Lucheta, Giuliana Purchio, Giovanna Breion, Júlia Moura e Laura Navarro

Estudantes contra o autoritarismo: ditadura e hoje

Por Caroline Brito, Ana Prado, Giovanna Scarparo, Gabriel Assis e Guilherme Magalhães

Futebol e ditadura: a história de João Saldanha

Por Gabriel Herbelha, Giancarlo Bueno, Pedro Alvarez e Rafael Lara

Autoritarismos, latifúndio e invasão de terras indígenas: na ditadura e hoje

Por Ana Laura Ferrari, Bianca Lucarelli, Enzo Volpe, João Pedro Ribeiro, Letícia Martins, Maria Eloísa Farinha e Mariana Lope

LGBTs contra ditaduras militares e morais

Por Airton Junior, Suzana Rodrigues, Tayna Fiori, Thauany Barbosa, Clóvis de Souza, Antonio Gelpi

Música como resistência negra

Por Jorge Luiz Oliveira do Carmo, Mariana Galvão Santos, Mariana Pastorello Fernandes, Natalia Viana Bastos, Nicole Hais Dias, Thallyta Nunes, Isadora Moraes Silva

Roda Viva: o espetáculo que viu o tempo rodar

Por Arthur Novaes, Beatriz Zolin, Caroline Santini, Henrique Guillem, Maê Montagno, Maria Eduarda e Vinicius Santana

Da Tropicália ao Funk: Censura e perseguição musical por meio do Estado

Por Enzo Monzani, Fernando Toledo, Gabriel Fagundes e Vinicius Gobatto

Conglomerados midiáticos, censura e imprensa alternativa

Por Gabriella Tavares, Glaucia Galmacci, Ingrid Campiteli, Isabelle Colina, Laura Justino, Luana Ponzio e Mariáh Magalhães

Corrupção, obscurantismo e notícias falsas na ditadura

Por Lino Diaz, Lucas Ramires, Luiz Ferreira, Matheus Pires, Murilo Queiroz e Pedro Moura

Carlos Caszely, futebol como símbolo de resistência

Por Enrico Malizia, Felipe Toniolo e Gustavo Baldassare

Cristãos contra a ditadura: ontem e hoje

Por José Antonio Monte Jr, Boris Belini, Lucas Lucena

A comunidade LGBTQIA+ na Ditadura Militar

Por Clara Suaiden, Carolina Zenzen, Danielle Gracia, Leticia Brito, Laura Slobodeicov Ribeiro, Marcelo Ogata

Movimento estudantil contra a ditadura

Por Fabiana Leal, Felipe dos Santos, Gabriela Mercês, Giulia Andrade, Igor Foltran, Luisa Araujo, Mylena Rodrigues

Democracia Corinthiana e o esporte como palanque para discussões sociais

Por Francisco Vovio Segall, Gabriel Chilio Jordão, Laura Enchioglo de Matos e Lucca Dutra Ferreira

Música e resistência à ditadura e ao autoritarismo

Por Gustavo Canato, Laís Guerreiro, Larissa Rangel e Laisa Lie

Ditadura na Televisão: o ontem e o hoje

Por Enzo Marchiolli, Kalani Uva e Marina Orfali

Por JO3D – Grupo 7

Religião e política na ditadura militar

Por Alvaro Gadelha, Beatriz Luiz, Donizetti Junior, Letícia Tiossi, Rodrigo Freire, Sophia Bernardes e Vinícius Redaelli

Consciência negra e suas lutas

Por Bruno Chaise, Ícaro Oliveira, Lucas Martins e Vitor Garcia

Golpe de 1964: Os impactos da censura na cultura brasileira

Por Maria Luiza Cardone dos Santos

Encontrou um erro? Avise-nos.