Negócios e causas - Revista Esquinas
REVISTA DIGITAL LABORATÓRIO
DA FACULDADE CÁSPER LIBERO

Negócios e causas

Por Rafaela Bonilla : agosto 30, 2018

Discussão da importância de eventos no processo comunicacional de uma ONG

O terceiro setor, que engloba ONGs, entidades filantrópicas e organizações sem fins lucrativos, necessita de comunicadores como qualquer outra área. A palestra que ocorreu na noite de terça-feira (28) no Teatro Cásper Líbero foi mediada pela professora de Relações Públicas da faculdade Ethel Pereira. Para o debate, a presença de comunicadores de distintas associações foi crucial: Edson Brito, superintendente de marketing da Associação de Assistência à Criança com Deficiência (AACD), Michael Ukstin, diretor de programa do Teleton, e Patrícia Carvalho, da Corporação Financeira Internacional (IFC), membra do Grupo Banco Mundial.

Todos concordam que para ter recursos suficientes para fazer a manutenção da ONG é necessário investir em estratégias comunicacionais. “O grande problema do terceiro setor é que ele demorou muito tempo para enxergar a necessidade de um comunicador para a área”, comenta Carvalho.

Uma das estratégias para arrecadação de fundos é criando eventos. O Teleton é um exemplo disso. O programa televisivo transmitido anualmente no SBT é uma das principais fontes de captação de recursos da AACD. Os dados comprovam: segundo o site do canal, a edição de 2017 arrecadou quase 30 milhões de reais para a causa e a manutenção dos centros de reabilitação da associação.

Inovar é fundamental, mesmo com o marketing e a comunicação andando de mãos dadas com o terceiro setor. Com essa visão, o Teleton migrou para outras plataformas além da televisão. Faz agora transmissões online no c. “Não se permite mais amadorismo na área”, diz o diretor do programa finalizando a discussão.