“Rocketman”: Uma viagem pelas memórias de Elton John - Revista Esquinas

“Rocketman”: Uma viagem pelas memórias de Elton John

Por Beatriz Biasoto : junho 1, 2019

Cinebiografia do cantor estreou no dia 30 de maio nos cinemas do Brasil

Com figurinos elaborados, números musicais dignos dos palcos da Broadway e uma narrativa que chega a parecer ficcional, Rocketman promete retratar a vida de Elton John desde a conturbada infância até o auge de seu sucesso. Produzido pelo próprio Elton e dirigido pelo cineasta Dexter Fletcher, que também participou do filme da banda Queen, Bohemian Rhapsody, no ano passado, possui as principais canções da carreira do artista.

O longa não deixa nenhum detalhe de fora, mostra de perto o protagonista descobrindo sua sexualidade, a relação conturbada com o pai e o abuso de drogas. O cantor disse em artigo publicado no The Guardian que não quis censurar nenhum aspecto de sua vida, não tendo medo de mostrar momentos que ele admite ter errado.

Jamie Bell, à esq., interpreta Bernie Taupin e Taron Egerton, como o jovem Elton John
Paramount / Divulgação

O galês Taron Egerton foi a escolha certa para interpretar o cantor excêntrico. O ator tem familiaridade com o trabalho do artista: Egerton cantou sua música I’m Still Standing na animação Sing: Quem Canta seus Males Espanta de 2016 e já contracenou com Elton em 2017, no filme Kingsman: O Círculo Dourado. Rocketman consegue fugir de um erro comum em musicais. Não escolhe atores famosos sem tanta aptidão para o canto. Egerton reinventa as canções de John com uma personalidade única e sem imitá-lo.

A cinebiografia começa quando Elton John, já crescido, decide ir a uma terapia coletiva. O estopim ocorre a partir da pergunta do terapeuta que quer saber como foi a infância do cantor. Isso faz com que o protagonista relembre de sua vida e seus caminhos que o levaram até aquela sala. Imergindo na cabeça de John, somos levados para suas histórias.

Rocketman resgata bastidores de grandes sucessos de Elton John
Paramount / Divulgação

Para quem curte o cantor, é interessante acompanhar os bastidores da criação de grandes sucessos, como Your Song, Tiny Dancer e Candle in the Wind. A figura muitas vezes esquecida do letrista Bernie Taupin é relembrada na narrativa do filme. Taupin foi o autor de diversas músicas e acompanha o cantor até hoje.

Com um formato que beira à fantasia e irradiado pela dramaticidade da personalidade do protagonista, o filme parece um espetáculo musical. Apesar de cenas que mostrem momentos difíceis do cantor, o longa termina com uma mensagem positiva. Até quem não conhece a carreira de Elton John se prenderá pela forma leve e divertida em contar sua história. Um filme imperdível principalmente para os amantes da música e dos musicais.