Versos, fotografia e um jeito diferente de falar de amor - Revista Esquinas

Versos, fotografia e um jeito diferente de falar de amor

Por Maria Antônia Anacleto : julho 6, 2019

Com uma exposição poética fotográfica, Danielle C. Gomes e Rafael Gâmboa fazem uma abordagem não tão explícita do que é sentir

“Ela consegue dizer tudo o que eu estava sentindo”, disse uma das leitoras de Danielle C. Gomes que estava presente no lançamento de seu livro Contos Pontos. Poemas, na última sexta-feira, 28 de julho, na Livraria Martins Fontes da Avenida Paulista. Juntamente com as fotos de Rafael Gâmboa, Gomes construiu uma exposição fotográfica poética que misturou de forma tocante as duas expressões artísticas.

Os poemas expostos de Danielle tratam sobre as diversas fases da autora dentro de relacionamentos amorosos. A paixão, a saudade, a ansiedade, a toxidade, a decepção e o recomeço. “Os poemas falam de mim, do que eu sentia, mas as fotos fazem sentido apenas para você, dentro de você”, contou Gomes. Cada foto combinava com um poema, e de forma não tão óbvia, mostrava sua relação. “As imagens são gatilhos, não gosto de coisas óbvias. Há uma relação conceitual entre as fotos e os poemas”, disse a autora.

Os artistas Danielle C. Gomes e Rafael Gâmboa abordam, na exposição, as nuances do sentir

Amigos, família, leitores e leitoras foram prestigiar o lançamento. Alguns riam e outros se emocionavam, sempre se identificando com os versos de Gomes. A posição estabelecida das fotos dentro do auditório da Livraria Martins Fontes também se mostrava intencional. A trajetória de ler os poemas e olhar as fotos funcionava como a trajetória amorosa da autora. Transitava-se entre as diferentes emoções e ciclos de Gomes expostos.

Gomes afirma que as imagens funcionam como gatilhos e há uma relação conceitual entre as fotos e os poemas

Com uma escrita leve, moderna e solta, Danielle C. Gomes construiu uma obra que trata de temas óbvios de forma não tão óbvia assim, mas que atingem os pontos certos. Muito além de ilustrar, as fotografias de Rafael Gâmboa serviram de materialização do sentimento, da cor, da expressão. Contos Pontos. Poemas aborda o sentimento e sem palavras difíceis, se mostra próximo e transforma nosso cotidiano em poesia.