Memorial da América Latina recebe 80 anos do Batman em exposição - Revista Esquinas

Memorial da América Latina recebe 80 anos do Batman em exposição

Por Victor Bianconi : setembro 5, 2019

Alguns itens foram emprestados por colecionadores para dar uma experiência imersiva à mostra

Há 80 anos – mais precisamente no dia 29 de março de 1939 –, chegava nas bancas norte-americanas a história em quadrinhos Detective Comics n° 27. Custando dez centavos, com 64 páginas impressas em um papel jornal da mais baixa qualidade, o gibi era destinado a crianças e jovens, um entretenimento barato em um país recuperando-se de uma recessão e crise econômica. Na capa, um novo personagem, curioso e chamando apenas de “Batman”. O homem, criatura, herói, indistinguível de um vilão espalhafatoso em sua primeira história, chama a atenção do leitor. O traje preto e cinza é completamente diferente dos super-heróis coloridos de sua época, o herói dá um “mata-leão” no ar em um suposto bandido, e outros dois meliantes armados olham pasmos para a cena. Mal sabiam os criadores do gibi, Bob Kane e Bill Finger, que aquele seria um dos maiores personagens da cultura pop atual.

Anos se passaram e o personagem faz sucesso: é considerado o super-herói mais popular de todos os tempos, já teve nove filmes lançados por Hollywood, a trilogia de games Arkham e outras adaptações em séries animadas, comerciais de televisão e livros. Desde sua primeira aparição, vendeu mais de 460 milhões de revistas. Em comemoração ao aniversário, o Homem-Morcego recebe em São Paulo a partir de hoje (5) uma homenagem ao octogenário. A mostra acontece até 15 de dezembro no Memorial da América Latina. A experiência é imersiva e, como diz o curador da exposição, Ivan Costa, “instagramável”, ou seja, para fotografar e postar nas redes sociais.

A exposição recria os cenários já conhecidos da história de Batman. Desde o lar de sua identidade secreta, a Mansão Wayne com a Batcaverna, até o Asilo Arkham, destinado aos mais insanos vilões e psicopatas de Gotham City. “É uma experiência única. Vocês não têm ideia do que os aguarda”, promete o curador Ivan Costa. Para dar vida aos cenários mais populares do Homem-Morcego, itens de coleção como selos, figuras de ação e gibis raros foram emprestados de colecionadores para a exposição. Móveis e cenários inteiros foram criados do zero para dar a sensação de imersão que Costa anuncia.

Para a divulgação – feita a todo vapor antes do evento –, um batmóvel, inspirado no filme de 1989, saiu do Memorial da América Latina e percorreu as Avenidas Paulista e do Pacaembu para chamar atenção dos transeuntes curiosos. Ainda, um bat-sinal foi aceso nos dias 23 e 24 de agosto pela organização da mostra em frente ao Memorial para anunciar a chegada do Morcego ao Brasil.

Até a loja e a lanchonete do Memorial foram tematizadas para conversar com a mostra. Batman 80 anos: a exposição ficará aberta de terça a sexta-feira, das 12h às 21h, e aos sábados, domingos e feriados, das 10h às 21h. A entrada custa 35 reais durante a semana e 45 aos fins de semana e feriados. Estudantes, professores e portadores de necessidades especiais pagam meia entrada. Crianças até 4 anos têm entrada gratuita.