Guia da Paulista: programação cultural da avenida dos dias 29/7 a 04/8 - Revista Esquinas

Guia da Paulista: programação cultural da avenida dos dias 29/7 a 04/8

Por Anderson Gomes de Andrade, Fernando Lima de Abreu, Lucas Leite Tinoco e Victória Abreu : julho 28, 2023

Vista do mirante do Sesc Paulista. Foto: Flavio Jota de Paula.

Guia da Paulista traz a seleção semanal de ESQUINAS dos melhores eventos culturais rolando na avenida mais movimentada de São Paulo. Abaixo, você confere a programação de destaque em museus, cinemas e centros de cultura. Também selecionamos as informações principais sobre cada localidade e evento, como endereço e procedimentos para reservar seu ingresso.

CASA DAS ROSAS

guia

Fachada da Casa das Rosas.
Foto: Isabel Gomes

Endereço: Av. Paulista, 37 – Bela Vista, São Paulo – SP

Horário de funcionamento: Quarta a sábado, das 12h às 16h 

Entrada gratuita

A Casa das Rosas está em processo de restauração, durante o período, o jardim funciona de segunda-feira a domingo, das 7h às 22h.

JAPAN HOUSE 

guia

Exposição “Japão em miniaturas”, na Japan House.
Foto: Divulgação/

Endereço: Av. Paulista, 52 – Bela Vista, São Paulo – SP 

Horário de Funcionamento: 

Terça a sexta-feira: das 10h às 18h 

Sábados: das 9h às 19h 

Domingos e feriados: das 9h às 18h 

Entrada gratuita 

Classificação: livre para todos os públicos 

Estacionamento no subsolo (não vinculado à Japan House) 

JAPÃO EM MINIATURAS – TATSUYA TANAKA (ATÉ 08/10) 

Na exposição “Japão em Miniaturas”, de Tatsuya Tanaka, é possível ver o cotidiano do ambiente japonês, como seus alimentos, leques, pregadores, entre outros, retratados pela fotografia. No total, são reunidas 37 fotos que detalham os objetos que fazem parte do dia a dia do povo japonês. As imagens retratadas são feitas através do trabalho artístico de “Mitate”, que consiste em tirar fotografias de miniaturas. 

DŌSHIN: OS ENCANTOS DOS BRINQUEDOS JAPONESES (ATÉ 12/11)

A mostra ” Dōshin: Os Encantos dos Brinquedos Japoneses” fornece ao espectador um passeio pelo mundo infantil oriental. A exposição traz 126 brinquedos, até mesmo incluindo alguns que surgiram há meio século, que ainda mantém sua popularidade por todo território do país. Além disso, também é retratado, na mostra, o período de pós-guerra do território na perspectiva da história dos brinquedos.  

CAMPEONATO DE BEYBLADE E HISTÓRIA DOS POWER RANGERS, COM GRUPO CURUMIM (ATÉ 30/07)

Baseada na exposição de Dōshin, segundo o grupo Curirim, organizador do evento, o campeonato propõe brincadeiras com as Beyblade e os Power Rangers, organizando um campeonato de Beyblade e contando a história por trás dos Power Rangers.

SESC AVENIDA PAULISTA

guia

Fachada do Sesc Avenida Paulista.
Foto: Victória Abreu

Endereço: Av. Paulista, 119 – Bela Vista, São Paulo – SP

Horário de Funcionamento:

Terça a sexta-feira: das 10h às 21h30

Sábados, domingos e feriados: das 10h às 18h30

MARIÁ PORTUGAL (29/07, ÀS 19H30 E 30/07, ÀS 17H30)

A artista Mariá Portugal apresenta o álbum Erosão em show com formação inédita. A apresentação é mercada pela improvisação livre, canção popular e manipulação eletrônica. 

Duração: 80 minutos

Classificação: 14 anos

Ingressos:

Inteira: R$30,00

Meia-entrada: R$15,00

DANÇAS AFRICANAS (29/07, ÀS 14H)

A atividade realizada pela coreografá Flávia Mazal explora a musicalidade africana através de dinâmicas de danças descontraídas e conscientes. O objetivo é reconhecer as possibilidades através da repetição do movimento para criar coreografias que dialogam com o ritmo interno e externo.

Duração: 50 minutos

Classificação: 12 anos

Local: Corpo I (10º andar)

MD.A – MOVIMENTOS PARA DANÇAR O APOCALIPSE (30/07, ÀS 12H)

A apresentação do grupo Cosmic Dance propõe uma performance sobre o caminho de superação do ser entre labirintos, desafios e encontros extraordinários. O ambiente da exposição recebe a visita do público para dar movimento às paisagens e despertar o espírito vibrante, celebrativo, lúdico e contemplativo da instalação.

Duração: 40 minutos

Classificação: 14 anos

Local: Arte I (5º andar)

DANÇA E INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL (29/07, ÀS 11H E 30/07, ÀS 14H30)

Com o auxílio de inteligência artificial, cada participante experimenta a atividade de forma única. A proposta é gravar uma dança ou sequência de movimentos inspirados em festividades brasileiras para que a tecnologia edite e transforme em um vídeo de animação. As vagas são limitadas e as inscrições serão realizadas no local.

Duração: 120 minutos

Classificação: Livre

Local: Tecnologias e Artes (4º andar)

CONSTRUÇÃO COLETIVA DO BONECO DO JARAGUÁ (29/07 E 30/07, ÀS 14H)

Através dessa atividade coletiva o público é convidado a construir o boneco do Jaraguá, uma figura encantada de manifestações populares.

Duração: 120 minutos

Classificação: Livre

Local: Praça (térreo)

MÁSCARAS DE REISADO, CARETAS E OUTRAS MANIFESTAÇÕES BRASILEIRAS (29/07 E 30/07, ÀS 14H)

A atividade explora festas populares, como reisado, caretas e outras, através das máscaras. Em cada enredo esse objeto representa personagens diferentes que fazem parte da história dos povos.

Duração: 120 minutos

Classificação: Livre

Local: Praça (térreo)

GEOPARQUES BRASILEIROS: PERCORRENDO TERRITÓRIOS EXUBERANTES (29/07 E 30/07, ÀS 11H)

Através da apresentação de informações e materiais a respeito dos geoparques brasileiros, o público conhece a importância da preservação desses patrimônios naturais da Unesco.

Duração: 300 minutos

Classificação: Livre

Local: Convivência (2º andar)

LALAIÁ (29/07 E 30/07, ÀS 17H30)

O espetáculo da Caravana Tapioca promove o encontro da música com o circo. O elenco reverencia as duas artes com instrumentos musicais diversos, malabares e acrobacias excêntricas. 

Duração: 60 minutos

Classificação: Livre

Local: Praça (Térreo)

EVIDÊNCIAS REPRIMIDAS (29/07 E 30/07, DAS 10H ÀS 18H30)

A arte de Alex Hornest ocupa os vidros do Espaço de Tecnologias e Artes do prédio com o mote: “O que cada um de nós podemos carregar de melhor para si mediante as inúmeras relações e interações interpessoais criadas durante as atividades e deveres que realizamos no nosso dia a dia?”.

Classificação: Livre

Local: Tecnologias e Artes (4º andar)

ALTERAÇÕES VIVIDAS ABSOLUTAMENTE FANTASIOSAS (29/07 E 30/07, DAS 1OH ÀS 18H30)

Através de um labirinto, o coleivo avaf (assume vivid astro focus) apresenta uma retrospectiva de seus papéis de parede produzidos nos últimos 20 anos. A instalação promove uma experiência imersiva pelos vídeos. Além disso, a exposição conta com recursos de acessibilidade.

Classificação: 14 anos

Local: Arte I (5º andar)

FOTOGRAFIA DE FESTAS POPULARES (01/08, ÀS 19H30)

Paulo Pereira compartilha sua experiência como fotógrafo há mais de 20 anos através de um curso sobre os aspectos da fotografia de festas populares. As discussões abordam questões atreladas desde as técnicas e equipamentos a ética dos profissionais. As vagas são limitadas e as inscrições são realizadas de forma online .

Duração: 120 minutos

Classificação: 14 anos

Local: Tecnologias e Artes (4º andar)

DISCOTECAGEM E MIXAGEM PARA MULHERES (02/08, ÀS 19H)

O curso do projeto TPM – Todas Podem Mixar é voltado exclusivamente para as mulheres e aborda conteúdos teóricos e práticos sobre técnicas de mixagem. As vagas são limitadas e as Inscrições online.

Duração: 150 minutos

Classificação: 16 anos

Local: Arte II (13º andar)

VERMELHO WONDER (02/08, ÀS 21H)

O show do DJ/produtor Márcio Vermelho e o performer Víctor Ivanon/Ivana Wonder apresenta a sintonia artística da dupla.

Duração: 45 minutos

Classificação: 14 anos

Local: Café Terraço (17º andar)

PROVISORIAMENTE NÃO CANTAREMOS O AMOR (04/08, ÀS 20H)

A Traço Cia. de Teatro apresenta um espetáculo em que o público é protagonista. Na apresentação, três sacerdotes do riso, três xamãs da bobagem, três ofertantes do coração se juntam para fazer o mundo girar. 

Duração: 100 minutos

Classificação: 14 anos

Ingressos:

Inteira: R$30,00

Meia-entrada: R$15,00

Local: Arte II (13º andar)

CENTRO CULTURAL FIESP

guia

Vista lateral do prédio da Fiesp.
Foto: Matheus Greff

Endereço: Avenida Paulista, 1313 – Bela Vista, São Paulo (SP

Horário de funcionamento:

Terça a domingo: das 10h às 20h

Entrada gratuita

DOS PRAZERES (04/08, ÀS 20H30)

A partir de um sonho enigmático que entende como o prenúncio da própria morte, Dos Prazeres dedica os últimos meses de vida aos preparativos de seu funeral. Da fábula respingam experiências vividas pela atriz e ecoam fragmentos da nossa realidade político social.

Ingressos:

Reserve aqui

CORDEL DO AMOR SEM FIM (04/08, ÀS 20H)

Na pacata cidade de Carinhanha, sertão baiano, às margens do rio São Francisco, vivem três irmãs – Madalena, Carminha e a jovem e sonhadora Tereza, por quem o namorado José nutre um sentimento arrebatador e possessivo. No dia em que José vai pedi-la em casamento, um encontro no porto da cidade sela o destino de Tereza: ela se apaixona por Antônio, um viajante que está de passagem pela cidade. 

Ingressos:

Reserve aqui

CAFÉ COM MÚSICA (ATÉ 30/07)

Quarta – 17h às 18h10 e 18h30 às 19h30

Quinta – 17h às 18h10 e 18h30 às 19h30

Sexta – 17h às 18h10 e 18h30 às 19h30

Sábado – 13h às 14h, 17h às 18h e 18h30 às 19h30

Domingo – 13h às 14h, 15h30 às 16h30 e 17h30 às 18h30

O público pode conferir uma atração musical ao vivo, de hora em hora, dos mais diversos ritmos, do popular ao erudito.

BACHIANA FILARMÔNICA SESI-SP: SINFONIA NA PAULISTA (02/08, ÀS 20H)

Sob regência do reconhecido maestro João Carlos Martins, a orquestra presenteia o público com clássicos da música erudita e popular.

Ingressos:

Reserve aqui

JOÃO PEDE FEIJÃO (ATÉ 30/07, ÀS 11H)

Para contar a saga de João, um híbrido de técnicas circenses e acrobacia de solo, são utilizadas para abordar de forma lúdica questões como a fome, a miséria e a desigualdade social.

SONS D’OESTE (ATÉ 30/07, ÀS 16H)

Com dança e música tradicional, o trabalho traça, sob a ótica do povo do oeste africano, um cenário das situações sociais mandingues, dentre as quais algumas também são encontradas no Brasil, revelando as grandes semelhanças existentes ainda nos dias de hoje entre nossa cultura e uma das nossas culturas de origem.

EXPOSIÇÃO TERRA TERRENO TERRITÓRIO (ATÉ 15/10)

Acessibilidade: a exposição conta com piso tátil, audioguia, 9 obras táteis e 14 obras com audiodescrição.

Terra Terreno Território apresenta dois agrupamentos fotográficos. No primeiro a impressão é feita em papéis sensibilizados com o pigmento extraído do fruto jenipapo. E no segundo, diretamente em folhas de plantas como taioba, helicônia, cará-moela e outras. 

FESTIVAL INTERNACIONAL DE LINGUAGEM ELETRÔNICA (ATÉ 27/08)

Acessibilidade: O descritivo de todas as obras da edição do FILE Singularidades Interativas pode ser encontrado no site

O tema da atual edição do festival é “Singularidades Interativas”, uma referência à hipótese de que a interação mútua entre as inteligências artificiais (IAs) e humanas levaria a um “eu artificial”.

CONJUNTO NACIONAL

guia

Fachada do Conjunto Nacional.
Foto: Brunna Bitencourt

Endereço: Avenida Paulista, 2073 – Consolação, São Paulo (SP)

Horário de funcionamento:

Segunda a Sábado: das 6h às 22h

Domingos e feriados: das 10h às 20h

Entrada gratuita

CASACOR SÃO PAULO (ATÉ 06/08)

A 36ª edição da mostra de arquitetura, paisagismo, arte e design de interiores reúne profissionais com tema Corpo&Morada. A proposta do evento é trazer novas leituras e abordagens para tratar de questões atuais, como inclusão, diversidade e sustentabilidade. O circuito desse ano conta com 73 ambientes. 

Horário:

Terça a Sábado das 12h às 22h

Domingos e Feriados das 11h às 21h

Ingressos:

De terça a domingo e feriados – R$101,00 (inteira) e R$ 51,00 (meia entrada). A bilheteria digital conta com pacotes promocionais para 3 e 5 dias de visitação.

IMS – INSTITUTO MOREIRA SALLES  

guia

Térreo do IMS.
Foto: Brunna Bitencourt

Endereço: Avenida Paulista, 2424 – Bela Vista, São Paulo (SP) 

Horário de funcionamento:

Terça a domingo, e feriados (exceto segunda): das 10h às 20h 

Entrada gratuita para certos eventos 

Entrada paga para certos eventos 

BIBLIOTECA DE FOTOGRAFIA 

O instituto possui um acervo de fotografias que obtém mais de 30 mil itens. Estas fotografias são das mais diversas áreas, como as cinematográficas, as artísticas visuais, as que envolvem as ciências humanas e até mesmo seções de moda. Além disso, há coleções especiais selecionadas por curadores que contém nomes como Stefania Bril, Thomaz Farkas, Iatã Cannabrava, Vania Toledo e Gerhard Steidl. 

ECHO, DE RICHARD SERRA (PERMANENTE) 

Echo, de Richard Serra, escultura inaugurada em 23 de fevereiro de 2019, é uma das primeiras do artista aberta para visitação permanentemente na América Latina. A obra é composta por duas placas de aço de cerca de 18,6 m de altura, com cada pesando 70,5 toneladas. A escultura foi exclusivamente feita para o IMS e está localizada no jardim externo do centro cultural, nas redondezas do restaurante conhecido como “Balaio”.

EVANDRO TEIXEIRA, CHILE 1973 (ATÉ 30/07) 

A exposição “Evandro Teixeira, Chile 1973” consiste em fotografias, tiradas por Evandro Teixeira, no Chile, dias após ocorrer o início de um regime militar em seu território. As fotos tentam abordar o mostrar os mais diversos tipos de relatos e abusos autoritários cometidos neste período e relatados pelo fotógrafo brasileiro. Além disso, a exposição é reconhecida por obter um plano sequência, feito por Teixeira, do enterro de Pablo Neruda, poeta chileno muito renomado na região.

FOTOGRAFIA HABITADA: ANTOLOGIA DE HELENA ALMEIDA, 1969-2018 (ATÉ 24/09) 

A mostra “Fotografia habitada, antologia de Helena Almeida, 1969-2018” será a primeira da artista portuguesa em território brasileiro. As suas fotografias recorrentemente abordam temáticas de gênero, de sua autorrepresentação, e do papel das mulheres na sociedade. As obras vão desde o período de surgimento de sua carreira, no final da década de 60, até o seu falecimento, em 2018. 

ÁFRICAS CONTEMPORÂNEAS NO FOTOLIVRO: HERANÇA ESTÉTICA COMO ATO POLÍTICO (ATÉ 04/11) 

A exposição “Áfricas Contemporâneas no Fotolivro: Herança Estética Como Ato Político” consiste em ambientar os espectadores no continente africano. Além disso, os fotolivros escolhidos para a mostra são de diversos autores de toda região africana e possuem curadoria de Ana Paula Vitorio, especializada em fotolivros. 

ENTRE NÓS: DEZ ANOS DA BOLSA ZUM/IMS (ATÉ 30/07) 

“Entre nós: dez anos da Bolsa ZUM/IMS” é uma mostra que traz obras e coletivos contemplados pela bolsa de fomento à produção contemporânea que foi criada pelo IMS em 2013. A exposição reúne, em seu acervo, obras inéditas, nas mídias fotográficas, que mostram o padrão artístico produzido em território brasileiro nos últimos anos. Grande parte das fotografias ou vídeos tratam de histórias pessoais que repercutem em questões sociais e políticas do Brasil. Além disso, nela estão sendo expostos artistas como Dias e Riedwig, Rafael BQueer, Bárbara Wagner, Castiel Vitorino, Aleta Valente, Aline Motta, entre outros.

IOLE DE FREITAS, ANOS 1970 (ATÉ 24/09)

A mostra “Iole de Freitas, Anos 70” aborda a vida da artista pouco visitada em território brasileiro, com algumas obras até mesmo inéditas sendo expostas. Os vídeos e fotografias selecionados são das mais diversas partes de sua vida nos anos 70 e, com destaque, a parte em que viveu em Milão e também Nova York. 

CINEMA- IMS 

Ingressos:

Terça, quarta e quinta: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia); sexta, sábado, domingo e feriados: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia).

Bilheteria:

De terça a domingo, das 12h até o início da última sessão de cinema do dia

Praça, no 5º andar 

FOGO-FÁTUO + FANTASMA NEON

Sinopse Fogo Fátuo: Uma canção antiga faz um rei em seu leito de morte rememorar árvores, um pinhal ardido e o tempo em que o desejo de ser bombeiro para libertar Portugal do flagelo dos incêndios foi também o despontar de outro desejo.

Sinopse fantasma neon: João é um entregador de aplicativo que sonha em ter uma moto para conhecer o Brasil.

Diretor: João Pedro Rodrigues e Leonardo Martinelli

Duração: 1 h e 7 min e 20 min

Classificação: 18 anos 

Horário:

29/07, sábado, às 22h

1/08, terça-feira, às 16h30

02/08, quarta-feira, às 16h30

03/08, quinta-feira, às 16h30

04/08, sexta-feira, às 16h30

CANÇÃO AO LONGE

Sinopse: Acompanhe a busca de Jimena por sua identidade e seu lugar no mundo. A jovem deseja se mudar da casa que compartilha com a mãe e a avó e onde se sente deslocada. Ela também precisa romper com seu pai, com quem mantém uma troca de cartas à distância.

Diretor: Clarissa Campolina

Duração: 76 min

Classificação: 14 anos

Horário:

1/08, terça-feira, às 15h

2/08, quarta-feira, às 15h

3/08, quinta-feira, às 15h

MÁQUINA DO DESEJO

Sinopse: Em seis décadas, o Teatro Oficina fez mais que revolucionar a linguagem teatral no país: a influência estética da companhia de José Celso Martinez Corrêa estende-se do Tropicalismo à renovação das linguagens audiovisuais brasileiras a partir dos anos 1960. Relembre uma história que envolve personalidades como Caetano Veloso, Glauber Rocha e Lina Bo Bardi, aproxima arte cênica, ecologia, arquitetura e sexualidade, e mistura arte e vida na busca de uma linguagem verdadeiramente brasileira.

Diretor: Joaquim Castro, Lucas Weglinski

Duração: 110 min

Classificação: 18 anos

Horário:

4/08, sexta-feira, às 14h

A PRAGA

Sinopse: A Praga é um filme de terror brasileiro de 1980 dirigido por José Mojica Marins. Permaneceu inacabado por quase 20 anos, até ser recuperado, restaurado e finalizado pelo produtor Eugenio Puppo em 2007. 

Diretor: Cédric Fanti, José Mojica Marins, Luis Claudio Bonacure, Matheus Sundfeld, Pedro Junqueira

Duração: 70min

Classificação: 16 anos

Horário:

4/08, sexta-feira, às 22h

TEATRO GAZETA

guia

Entrada do Teatro Gazeta.
Victória Abreu

Endereço: Av. Paulista, 900 – Bela Vista, São Paulo – SP, 01311-000

Horário de funcionamento:

Bilheteria – Terça-feira a Domingo

14h às 20h ou até o horário do último espetáculo.

Estacionamentos conveniados: Multipark – São Carlos do Pinhal, 303 subsolo.

A ARCA DE NOÉ (ATÉ DIA 30/07, ÀS 16 H)

Sinopse: A ARCA DE NOÉ, de Vinícius de Moraes e Toquinho, é um verdadeiro caso de amor da literatura, do teatro e da música popular brasileira. Vinícius escreveu poemas de espírito infantil para seus filhos e um dia resolveu transformá-los em música com a parceria de Toquinho. Dali para o teatro foi um pulo e “A Arca de Noé” com alguns de seus poemas mais famosos como “O Pato”, “Corujinha”, “Pinguim” e “São Francisco” transformaram-se em verdadeiros hinos cantados por crianças do Brasil inteiro. É uma verdadeira viagem pelo mundo encantado das rimas, da imaginação e da inteligência. Vinícius e Toquinho despertam no ouvinte (e espectador!) um desejo profundo pela leitura e uma admiração desenfreada pela música.

Ingressos:

Inteira R$ 80,00

Meia Entrada R$ 40,00

Classificação Etária: Livre 

100% CACAU (ATÉ DIA 30/07, SÁBADO, ÀS 20H E DOMINGO, ÀS 19H)

Sinopse: Depois do sucesso na tv e no cinema, Cacau Protásio agora quer levar toda sua alegria e talento para os palcos do Brasil. Estreando o seu espetáculo “100% Cacau”, promete boas gargalhadas do público com histórias hilárias reunidas em sua trajetória. Já participou de diversas peças e montagens, dentre elas a aclamada pelo público e crítica “Trair e Coçar é Só Começar”.

Ingressos:

Inteira R$ 70,00

Meia Entrada R$ 35,00

Classificação Etária: 12 anos 

FLASHBACK: AS VOZES DO MUNDO (04/08, ÀS 21 h)

Sinopse: Uma viagem emocionante no tempo, homenageando os maiores cantores que marcaram os seus nomes na história da pop music e disco music com as suas vozes marcantes e os sucessos que eternizaram os anos 60, 70, 80, 90.

Ingressos:

Inteira R$ 80,00

Meia R$ 40,00

Ingresso solidário + um quilo de alimento: R$ 70,00

Classificação etária: Livre 

CINEMARK SHOPPING CIDADE SÃO PAULO

guia

Fachada do Cinemark dentro do Shopping Cidade São Paulo.
Matheus Greff

Endereço: Av. Paulista, 1230 – 4º andar

Horário de funcionamento: das 14h às 00h

Estacionamento conveniado: Shopping Cidade São Paulo

Ingressos:

Inteira: R$ 48 (às sextas-feiras, sábados e domingos) e R$ 38 (às segundas, terças, quartas e quintas-feiras)

Meia-entrada: R$24 (às sextas-feiras, sábados e domingos) e R$ 19 (às segundas, terças, quartas e quintas-feiras) – Válido para clientes Bradesco, Elo e Vivo Valoriza

BARBIE (12 ANOS)

Acessibilidade: Compatível com App Movie Reading

No mundo mágico das Barbies, “Barbieland”, uma das bonecas começa a perceber que não se encaixa como as outras. Depois de ser expulsa, ela parte para uma aventura no “mundo real”, onde descobre que a beleza está no interior de cada um.

OPPENHEIMER (16 ANOS)

Acessibilidade: Compatível com App MobiLoad

A história do papel de J. Robert Oppenheimer no desenvolvimento da bomba atômica durante a Segunda Guerra Mundial.

MANSÃO MAL-ASSOMBRADA (12 ANOS)

Acessibilidade: Compatível com App Movie Reading

Uma mãe solteira chamada Gabbie contrata um guia turístico, um médium, um padre e um historiador para ajudar a exorcizar sua mansão recém-comprada; depois de descobrir que é habitado por fantasmas.

MISSÃO DE SOBREVIVÊNCIA (14 ANOS)

Acessibilidade: Compatível com App Movie Reading

Um agente disfarçado da CIA chamado Tom Harris, que está designado para o Oriente Médio. Um vazamento de inteligência expõe perigosamente sua missão secreta e revela sua identidade secreta.

MISSÃO IMPOSSÍVEL: ACERTO DE CONTAS PARTE 1 (14 ANOS)

Acessibilidade: Compatível com App Greta

Ethan Hunt e sua equipe embarcam em sua missão mais perigosa: rastrear uma nova arma aterrorizante que ameaça toda a humanidade antes que caia em mãos erradas.

OS AVENTUREIROS – A ORIGEM (LIVRE)

Acessibilidade: Compatível com App Movie Reading

No filme de 83 minutos, Luccas Neto, sua irmã Gi e seus amigos Vitória, Pedro e Jéssi não faziam ideia do que estava por vir na excursão da escola. Quando Luccas decide invadir o laboratório do recém desaparecido cientista Honório Flacksman, o grupo é sugado para um portal que os leva para outra dimensão – a Cidade da Alegria.

MASP – Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand

guia

Fachada do MASP vista do outro lado da Avenida Paulista.
Foto: Brunna Bitencourt

Endereço: Avenida Paulista, 1578 – Bela Vista, São Paulo – SP, Brasil 

Horário de funcionamento:

Segunda-feira: fechado

Terça-feira: das 10h às 20h (entrada gratuita)

Quarta – Domingo: das 10h às 18h (entrada até 17h)

Valor do ingresso:

Clique aqui para comprar

Terça-feira: gratuito

Quarta – Domingo:

Adulto: R$ 60

Estudante, professor ou idoso maior de 60 anos: R$ 30

Entrada gratuita para AMIGOS MASP, crianças menores de 10 anos, deficientes e acompanhantes (1 acompanhante por pessoa)

A primeira quinta-feira do mês é grátis

Para clientes AMEX, na compra de 1 ingresso, o segundo é cortesia  

PAUL GAUGUIN: O OUTRO E EU (ATÉ 06/08)

Paul Gauguin (1848-1903) é considerado um dos mais importantes artistas modernos surgidos na França no século 19. Sua modernidade reside na negação de um estilo único na pintura e na diversidade de formas e elementos que utilizava. Gauguin renovou a pintura incorporando referências de imagens do “outro”, fora do panorama cultural europeu, com paisagens e personagens do Taiti, a ilha no oceano Pacífico que integra a Polinésia Francesa. A relação com o outro é sempre dada a partir do “eu”, de si próprio, daí o destaque da mostra nos autorretratos do artista.

Nas últimas décadas, a história da arte vem sendo cada vez mais revisada e questionada, sobretudo no que diz respeito às relações com o “outro”. Assim, esta mostra pretende chamar atenção para o fato de que, para uma “outra” história da arte, que não faz parte da tradição dominante, e a depender de quem enuncia a frase, Gauguin também pode ser entendido como o “outro”.

SHEROANAWE HAKIHIIWE: TUDO ISSO SOMOS NÓS (ATÉ 24/09)

Sheroanawe Hakihiiwe (Sheroana, Venezuela, 1971) é um artista yanomami que, desde a década de 1990, produz desenhos, monotipos e pinturas. Sua linguagem artística delicada, abstrata e mínima usa linhas retas e curvas orgânicas, pontos, círculos, triângulos, zigue-zagues, arcos e cruzes. Hakihiiwe vive em Mahekoto Theri, uma comunidade yanomami no município de Alto Orinoco, no estado venezuelano do Amazonas, que faz divisa com os estados brasileiros de Roraima e Amazonas. O artista observa de modo ativo a natureza e o cotidiano de sua comunidade, registrando em um caderno aquilo que encontra, aprende e descobre nas pinturas corporais e faciais, nos cantos xamânicos, nos conhecimentos ancestrais sobre os animais, nas propriedades medicinais das plantas, assim como nos padrões utilizados na cultura material de seu povo. Esses cadernos são como arquivos, que ajudam Hakihiiwe a compilar suas memórias gráficas da vida na floresta. Suas anotações são posteriormente transferidas para folhas de papel nas quais ele incorpora cores, padrões, repetições e texturas. Boa parte dos desenhos e monotipos presentes nesta exposição foi produzida sobre papéis artesanais com o uso de fibras como cana, algodão, amoreira, banana e milho. 

Com 48 trabalhos, esta mostra leva o subtítulo Ihi hei komi thepe kamie yamaki [Tudo isso somos nós], sugerido por Hakihiiwe para incorporar a diversidade de elementos que formam sua comunidade e seu entorno. “Tudo isso somos nós”, para o artista, significa “tudo aquilo que está ali na selva. Vivemos todos lá, e não é só nós. Lá tem grandes rios, grandes lagoas, os animais, todos os insetos. Vou resgatando tudo que está lá onde vivo”.

COMODATO MASP LANDMANN — CERÂMICAS E METAIS PRÉ-COLOMBIANOS ( ATÉ 03/09)

Esta é a segunda de duas exposições dedicadas ao Comodato MASP Landmann, com 906 peças que chegaram ao Museu em 2016 e aqui permanecerão até 2026. Ao longo de mais de cinco décadas, Oscar e Edith Landmann reuniram uma das mais representativas coleções de arte pré-colombiana do Brasil. Abrangendo objetos produzidos entre 1600 a.C. e o século 16, atribuídos a 35 “culturas arqueológicas”, o comodato preserva peças chavin, vicus, nasca, mochica, recuay, chimu, inca e outras provenientes dos atuais territórios do Equador, do Peru, da Colômbia, da Venezuela, do Panamá, do México, do Brasil e de países caribenhos. A primeira exposição foi dedicada aos tecidos, e esta apresenta 718 exemplares feitos em cerâmica, metal, madeira, pedra, osso e concha, além de plumas, fibras e pigmentos vegetais ou minerais.

SALA DE VÍDEO: SKY HOPINKA (ATÉ 13/08)

Sky Hopinka (1984) é membro da Nação Ho-Chunk no estado de Wisconsin, Estados Unidos, e descendente do grupo Pechanga dos indígenas Luiseño, do sul da Califórnia. Por meio de seu trabalho, que inclui fotografia, vídeo e textos, Hopinka explora diferentes maneiras de questionar a complexidade da identidade indígena contemporânea. Sua prática artística é inspirada pela comunidade à qual pertence, e sua obra é uma maneira clara de resistir ao olhar etnográfico que busca situar, definir e determinar o que é e o que não é autêntico.  

Dois filmes de Hopinka são apresentados aqui: Kicking the Clouds [Chutando as nuvens] (2021) e Mnemonics of Shape and Reason [A mnemônica da forma e da razão] (2021). Ambos manifestam, por meio da paisagem, da música e da linguagem, a persistência de tradições e práticas ancestrais que sobreviveram a sistemas de opressão, evoluindo e adquirindo novas formas que expressam a complexidade das comunidades ameríndias nos Estados Unidos da atualidade.

ACERVO EM TRANSFORMAÇÃO – DESDE 11/12/2015

Acervo em transformação é o título da exposição de longa duração da coleção do MASP. Os trabalhos são expostos nos cavaletes de cristal — placas de vidro encaixadas em um bloco de concreto. As legendas, que trazem os dados das obras, foram posicionadas no verso dos cavaletes, pois a ideia original de Lina Bo Bardi, a arquiteta ítalo-brasileira responsável pela arquitetura do local, era de que o primeiro encontro do visitante com os trabalhos fosse mais direto, livre de contextualizações e de informações de autoria, título e data. Há uma grande variedade de obras e artistas. O quadro “Rosa e Azul”, do pintor francês Pierre Auguste Renoir, por exemplo, ganha a atenção dos visitantes brasileiros e estrangeiros que passam pelo local. 

ITAÚ CULTURAL

guia

Fachada do Itaú Cultural.
Victória Abreu

Endereço: Av. Paulista, 149

Horário de funcionamento: 

Terça a sábado, das 11h às 20h

Domingos e feriados, das 11h às 19h

Entrada gratuita

Estacionamento conveniado: MultiPark – Rua Leôncio de Carvalho, 108

LECI BRANDÃO – NA PALMA DA MÃO (03 e 04/08, ÀS 20H)

Acessibilidade: Interpretação de LIbras

Na narrativa construída com base na relação entre mãe e filha, entram em cena diversos momentos do caminho trilhado pela cantora, ao som de sucessos como “Isso é fundo de quintal”, “Gente negra” e “Zé do Caroço”.

Duração: 85 minutos

Reserve seu ingresso aqui

SHOW JARDS MACALÉ (29/07, ÀS 20H E 30/07, ÀS 19H)

Acessibilidade: Interpretação de LIbras

Fazem parte do repertório do show, intitulado Jards Macalé 72, músicas como “Vapor barato”, “Mal secreto”, “Farinha do desprezo”, “Revendo amigos” e “Hotel das estrelas”. O disco homônimo contou com o vocalista no violão, Tutty Moreno na bateria e Lanny Gordin na guitarra e no baixo. O arranjo foi assinado pelo trio, que tocou em todas as faixas.

Duração: 80 minutos

Reserve seu ingresso aqui

OFICINAS SOBRE RESISTÊNCIA FEMININA NO GRAFITE (29/07, ÀS 15H E 30/07, ÀS 11H30)

No dia 29, a oficina Desafios e ferramentas para iniciar a pintura de paredes oferece um panorama teórico e prático para mulheres artistas que desejam ingressar no mundo do grafite e da arte urbana. Já no dia 30, a atividade Mulher na história da arte: apagamento e apropriação apresenta um panorama histórico e análises críticas sobre a representação e o apagamento das mulheres, tanto na história da arte como na sociedade em geral.

Duração: 85 minutos

Para participar, inscreva-se no balcão de atendimento do Itaú Cultural, no dia de cada programação, 30 minutos antes do início das atividades.

MOSTRA TERRITÓRIOS CULTURAIS PERIFÉRICOS (ATÉ 30/07, ÀS 15H)

Acessibilidade: Interpretação de LIbras

A mostra busca traduzir o conceito de território do geógrafo Milton Santos por meio das práticas culturais de grupos e coletivos das periferias paulistanas.  Intervenções variadas e apresentações de dança ocupam a calçada do IC, levando diversos estilos, como funk, hip-hop, breaking dance, dancehall e gumboot dance, para mais perto do público.

Duração: 30 minutos

Reserve seu ingresso aqui

CENTRO CULTURAL COREANO

guia

Fachada do Centro Cultural Coreano.
Foto: Victória Abreu

Endereço: Avenida Paulista, 460 – Bela Vista – São Paulo, SP

Horário de funcionamento:

Segunda a Sexta 10h às 19h (fechado durante o horário de almoço, das 12h30 às 13h30)

Sábado e feriados, das 12h às 18h

Entrada gratuita

LUZES DA COREIA – EXPOSIÇÃO DA CIDADE DE JINJU (ATÉ 20/8)

A exposição em parceria com Jinju (cidade coreana conhecida pelo famoso Festival das Lanternas) traz uma experiência instagramável com mais de 1200 lanternas coloridas que fazem parte da cultura tradicional coreana.

RESERVA CULTURAL

guia

Fachada Reserva Cultural.
Foto: Victória Abreu

Endereço: Av. Paulista, 900 – Bela Vista, São Paulo – SP, 01311-000

Horário de funcionamento: 

Segunda a Sexta

Domingos, das 10h às 22h | Sábados, das 10h às 0h

Estacionamento conveniado: Maxipark – Rua São Carlos do Pinhal, 303.

O local possui 4 salas de cinemas, além de bistrô, livraria e um espaço recreativo. O Reserva Cultural traz cultura e gastronomia em um só lugar.

Ingressos:

Inteira:

R$ 44 (de quinta-feira a domingo)

R$ 36  (segundas e terças-feiras)

R$ 34 (quartas-feiras)

Meia-Entrada e Sênior:

R$ 22 (de quinta-feira a domingo)

R$ 18 (segundas, terças e quintas-feiras)

R$ 17 (quartas-feiras)

Repetidos do Cinemark: Barbie e Oppenheimer

O CRIME É MEU (A DEFINIR)

Paris, 1930. Madeleine, uma atriz jovem, pobre e sem talento é acusada de assassinar um famoso produtor. Sua melhor amiga, Pauline, uma advogada desempregada, a defende e ela é absorvida por legítima defesa. Uma nova vida de fama e sucesso começa, até que a verdade por trás do crime é finalmente revelada. O filme possui 115 minutos.

ALMA VIVA (14 ANOS)

A cada verão, a pequena Salomé retorna ao vilarejo de sua família nas montanhas portuguesas para passar as férias. A estadia começa num ambiente descontraído, até que sua avó morre repentinamente. Enquanto os adultos entram em desespero por causa do funeral, Salomé é assombrada pelo espírito daquela que era considerada uma bruxa. O filme possui 85 minutos.

INDIANA JONES E A RELÍQUIA DO DESTINO (14 ANOS)

Neste retorno de 154 minutos, o herói lendário encontra-se em uma nova era, aproximando-se da aposentadoria. Ele luta para se encaixar em um mundo que parece tê-lo superado. Mas quando as garras de um mal muito familiar retornam na forma de um antigo rival, Indiana Jones deve colocar seu chapéu e pegar seu chicote mais uma vez para garantir que um antigo e poderoso artefato não caia nas mãos erradas.

Editado por Mariana Ribeiro

Encontrou algum erro? Avise-nos.