Mapa da desigualdade: além das coordenadas - Revista Esquinas

Mapa da desigualdade: além das coordenadas

Por Gabriel Fagundes, Vinícius Gobatto e Tiago Tortella : novembro 6, 2019

Divulgado anualmente desde 2012, o mapa da desigualdade mostra a realidade dos 96 distritos de São Paulo

A Rede Nossa São Paulo, instituição que visa mobilizar diversos segmentos da cidade, organizou um evento no Sesc Bom Retiro para o lançamento do Mapa da Desigualdade 2019. O mapa avalia 53 indicadores de desigualdade nos 96 distritos da maior cidade do país.

A ideia da organização é que o mapa sirva como uma ferramenta para que os gestores municipais possam planejar e definir quais sãos as prioridades em cada um dos distritos.

Para entender um pouco melhor os indicadores na prática, fomos às ruas do distrito de Santo Amaro.

O distrito aparece 16 vezes entre os piores indicadores avaliados. Em relação ao tempo de espera para consultas (clinico geral), reclamação feita por Sandra, a região tem tempo médio de fila de espera de 25,82 dias, número ruim em relação à média de São Paulo, que é de 19,3 dias. Um indicador que Santo Amaro possui bons números é o de arborização viária: 1009,7, dado superior à média da cidade, que é de 671,2 (Proporção de árvores no sistema viário, em relação à área total do distrito (km2).